António Manuel Monteiro nasceu em Torre de Moncorvo a 18 de Novembro de 1957.

Engenheiro agrónomo pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa (ISA-UTL), especialista em Arboricultura Mediterrânica. Actualmente é técnico superior na Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, em Mirandela, onde reside.

Olivicultor nos tempos livres, azeitólogo de vez em quando, azeitófilo quase todos os dias, enófilo e gastrónomo por desejo, curioso da história e das estórias da alimentação, conferencista por prazer ou obrigação, cronista em jornais e revistas, autor de alguns livros (A Oliveira – Recuperar o passado, Crónicas Comestíveis – Contando Histórias de Comeres, Estórias do Azeite, Azeite e Azeitonas – Receitas da Rota do Azeite de Trás-os-Montes, Palavras do Olival,…) e co-autor de outros (Etnobotânica – Plantas Bravias, Comestíveis, Condimentares e Medicinais, A Amendoeira – Com Especial Referência a Trás-os-Montes e Alto Douro,…).

Foi distinguido com o Prémio Nacional de Literatura Gastronómica, atribuído pela Academia Portuguesa de Gastronomia. Grão-Mestre e co-fundador da Confraria dos Enófilos e Gastrónomos de Trás-os-Montes e Alto Douro.

É sócio-fundador da Associação dos Amigos do Museu do Douro e da Academia de Letras de Trás-os-Montes.

Livros publicados na Âncora Editora:

Identidades que se comem - Da rusticidade alheireira à intimista Lhéngua Mirandesa

Comidas Conversadas