Vão morrer meninos de cem anos

11,00 € cada Peso: 158 g
Largura: 13.5 cm
Altura: 20 cm


+

Especificações

978 972 780 614 0
110
1.ª edição - Junho 2017

José Miguel Noras

Excerto do interior: Certa vez, Dionísia disse-me: «É incrível como os cães nos ensinam a ser mais humanos e menos bichos…» Morreu cedo a minha irmã única, que só uma irmã vale por mil. Foi uma estrela de pouco durar e de muito viver. Na verdade, vivem mais uns em pouco tempo do que outros em muitos anos. Ninguém é dos anos que dura. Somos todos do tempo que vivemos. Há, contudo, estrelas que nunca se tornam passado.
Partem, mas ficam... Permanecerão como efemérides, vivas, indelevelmente inscritas nos alcatruzes do tempo e da sua própria ausência.

Na contracapa do livro pode ler-se:

«Caro Amigo José Miguel Noras
Li a sua história de vida e curiosidade.
E amor pelas pessoas e pelas coisas.
Amor pelos animais e pelos gestos humanos.
Amor pela História e pela Língua.
Achei lindo, creia!
Bem escrito, com graça, ternura, desenvoltura.
Obrigada por ter enviado uma memória tão intensa!»

Lídia Jorge